Viamão decreta calamidade pública, porem amplia a lista de estabelecimentos que poderão abrir.

aulas da rede pública e particular ficam suspensas por mais 15 dias podendo ser prorrogado.

Viamão decreta calamidade pública,  porem amplia a lista de estabelecimentos que poderão abrir.

O Prefeito em exercício Russinho (MDB), editou na tarde de hoje (26) um novo decreto municipal em decorrência da Pandemia de Coronavírus. O novo decreto inclui o município na lista dos municípios que decretaram estado de calamidade pública.

O decreto 024/2020 recomenda o isolamento social de todos os habitantes do município.

Os estabelecimentos comerciais que estão autorizados a trabalhar são:

- Farmácias e drogarias.
- Comércio e industria na área da saúde.
- Super Mercados, Mercearias, fruteiras e centros de abastecimento.
- Clinica veterinária.
- Ferragem.
- Produção primária.
- Distribuidora de gás e de água mineral.
- concessionárias de água e energia elétrica, saneamento básico e telecomunicações.
- Indústria de produtos farmacoquímicos e farmacêuticos. - Fabricação de sabões, detergentes, produtos de limpeza.
- Serviços de limpeza.
- Serviços de Telecomunicações e de processamento de dados.
- Fabricação de acessórios para segurança e proteção pessoal.

o estabelecimento deve ser higienizado de 3 em 3 horas, número reduzido de clientes (a lotação não poderá exceder 50% da capacidade máxima prevista). Fica vedado o funcionamento de brinquedotecas, espaços kids e ou de jogos, eventualmente existentes nesses estabelecimentos. Cancelamento de qualquer evento em local fechado.

Decreto proíbe missas e cultos com público superior a 30 pessoas e proíbe também a visitação aos cemitérios, enquanto durar a pandemia. Em caso de óbito por coronavírus, não haverá velório e o sepultamento será imediato, velórios para mortes por outras causas, terão no máximo 20 pessoas.

Aulas da rede pública municipal e particular estão suspensas por mais 15 dias podendo ser prorrogado.