Sem Shows, artistas necessitam cada vez mais do público para sobreviver.

Sem Shows, artistas necessitam cada vez mais do público para sobreviver.
Foto: Divulgação Circo Pantanal

Pegos de surpresa pela nova onda da pandemia que vem maltratando novamente o Rio Grande do Sul, o circo Pantanal que está instalado na avenida Plácido Motin, no bairro Cecília, Viamão, mais uma vez tem de baixar as lonas e aguardar por tempos melhores. Dependentes do público para sobreviver, os artistas circenses enfrentam entre outros problemas, a escances de produtos básicos como alimentos e produtos de higiene.

...Toda a ajuda é bem vinda nesta hora, nos que por tanto tempo, vivemos para fazer as pessoas felizes, desta vez estamos precisando dessas pessoas...

O Rio Grande do Sul registra um aumento significativo no número de óbitos, em 48 horas o (RS) registrou 188 mortes pela COVID.

Quem puder ajudar os profissionais do Circo Pantanal com alimentos ou materiais de higiene pode procurar diretamente os artistas na avenida Placido Motin, antigo estacionamento da EVEL.