Estados com selo de mau pagador sobem para 17

Estados com selo de mau pagador sobem para 17

O país tem atualmente 17 estados que possuem o selo de mau pagador pelo governo federal, um a mais do que no ano passado, segundo dados sobre a situação fiscal divulgados nesta quarta-feira, 14, pelo Tesouro Nacional. A nota da capacidade de pagamento (Capag) vai de A a D, sendo que são classificados como mal pagadores aqueles com avaliação C ou D. Os classificados como A ou B podem pedir empréstimos com garantia da União. Um projeto do governo que está no Congresso estende essa garantia para os estados com nota C — atualmente 14.
Três estados mudaram de classificação entre 2018 e 2019. Rondônia e Amapá caíram de nota B para C. Já o Piauí teve o movimento contrário e subiu de classificação, de C para B. O estudo analisa ainda que Acre, Pará, Paraíba, Piauí, Paraná e São Paulo, atualmente com avaliação B, correm risco de cair para a C no próximo ano, pois a relação entre despesa corrente e receita corrente já se encontra próxima da margem de 95%. “Para esses estados, faz-se necessário esforço maior em aumentar a receita e cortar gastos”, diz o documento.
Veja mais no MSN Brasi